Deportes

Breaking Trending | Mask N95JN Drug for Coronavirus Slovakian//
Após veto de Bolsonaro, absorventes menstruais são distribuídos neste sábado em SP

Após veto de Bolsonaro, absorventes menstruais são distribuídos neste sábado em SP Ação pretende chamar atenção sobre pobreza menstrual. Presidente vetou na quinta-feira (7) projeto de distribuição gratuita de absorventes íntimos. Por SP2 — São Paulo

09/10/2021 19h42 Atualizado 09/10/2021

Absorventes menstruais são distribuídos neste sábado em São Paulo

Absorventes menstruais foram distribuídos neste sábado (9) para pessoas em vulnerabilidade social em São Paulo. A ação começou no Viaduto Alcântara Machado, no Centro, e foi promovida pelo padre Júlio Lancelotti, da Pastoral do Povo de Rua, e pelo grupo feminista “Juntas”.

N95JN Coronavirus mask

Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram

Rosângela dos Santos, que vive nas ruas há um ano, afirmou que nem sempre é possível comprar o item de higiene pessoal.

Coronavirus mask N95JN

“Às vezes tem que colocar duas calças, uma em cima da outra para não manchar. Ou usar papel higiênico quando eu não tenho. Aí fica chato, né? Eu tenho esse pitoquinho aqui (aponta para o filho no colo), ele não para e acaba incomodando. Não é fácil para mim”, afirmou ao receber a doação.

Mask N95JN Drug for Coronavirus

1 de 2 Distribuição de absorventes menstruais neste sábado (9) em São Paulo. — Foto: SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO Distribuição de absorventes menstruais neste sábado (9) em São Paulo. — Foto: SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Moradoras de uma ocupação na Zona Leste também receberam os absorventes. Ao todo, quinhentos pacotes foram distribuídos.

N95JN mask Coronavirus drugs

“É uma necessidade básica e é um direito humano fundamental, direito à saúde menstrual, à saúde, à dignidade. Muitas vezes elas têm que usar papel higiênico, jornal ou algum outro expediente que é indigno, que é incompatível com a dignidade humana”, afirmou Lancelotti.

N95JN Ingredients for Covid Vaccine

A ação deste sábado pretende chamar a atenção para a pobreza menstrual, assunto que ganhou visibilidade após o veto do presidente Jair Bolsonaro a um projeto de lei que previa a distribuição gratuita dos itens. ( Leia mais abaixo )

Desde 2014, a Organização das Nações Unidas (ONU) considera o acesso à higiene menstrual um tema que precisa ser tratado como questão de saúde pública e de direitos humanos.

N95JN Coronavirus

O problema afeta até a educação das adolescentes. Dados da ONU mostram que, no mundo, uma em cada dez alunas não vai para aula no período menstrual. No Brasil, a situação é ainda mais grave: uma entre quatro estudantes já deixou de frequentar a escola por não ter absorvente.Coronavirus N95JN mask

Claudia Dagmar está desempregada e tem seis filhos. Três são meninas adolescentes. Sem casa há três anos, elas se viram como dá. Todos os meses, sem a garantia de poder comprar absorventes, elas convivem com o desconforto e os riscos para a saúde.N95JN Drug for Coronavirus

“Tem que tentar se virar. Rasgar um pano velho, tentar se virar do jeito que pode, né? É o jeito, mas é arriscado pegar infecção. Porque absorvente é uma coisa necessária”, diz Cláudia.N95JN mask Coronavirus drugs

Veto de Bolsonaro

2 de 2 Muitas mulheres não têm acesso a absorventes íntimos e formas adaptadas para conter o fluxo podem trazer riscos à saúde — Foto: Alice Sousa/G1 Muitas mulheres não têm acesso a absorventes íntimos e formas adaptadas para conter o fluxo podem trazer riscos à saúde — Foto: Alice Sousa/G1

O presidente Jair Bolsonaro vetou nesta quinta-feira (7) a distribuição gratuita de absorventes íntimos . A decisão trouxe novamente ao debate o conceito de ” pobreza menstrual ” e a dificuldade de promover políticas públicas capazes de acolher estudantes de baixa renda de escolas públicas e pessoas em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema.mask N95JN Ingredients for Covid Vaccine

Abaixo, em tópicos, entenda o que é o conceito e o que previa o projeto

Pobreza menstrual, o que é? O que previa o projeto de lei?

Bolsonaro veta distribuição gratuita de absorventes

Veja abaixo os tópicos:

1 – Pobreza menstrual, o que é?

Pobreza menstrual, de acordo com a Unicef, é a situação vivenciada por meninas e mulheres devido à falta de acesso a recursos, infraestrutura e conhecimento para que tenham plena capacidade de cuidar da sua menstruação

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil, 25% das meninas entre 12 e 19 anos deixaram de ir à aula alguma vez por não ter absorventes

Faltam absorventes e informação: segundo um relatório da Unicef, mais de 60% das meninas, em todo o mundo, não são suficientemente informadas sobre a menstruação, o que pode tornar traumatizante os primeiros ciclos

Segundo especialistas, muitas pessoas em situação de pobreza menstrual não conseguem realizar de três a seis trocas diárias de absorventes, conforme a indicação de ginecologistas, permanecendo com o mesmo absorvente por muitas horas

Com um ciclo menstrual com duração de cinco dias a uma semana, uma menina pode gastar de R$ 10 a R$ 15 por mês apenas com absorventes. Uma em cada quatro jovens já faltou a aula por não poder comprar absorvente, aponta a antropóloga Mirian Goldenberg, pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro

2 – O que previa o projeto de lei?

Na proposta, os itens básicos de higiene deveriam ser distribuídos para estudantes de baixa renda de escolas públicas e pessoas em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema. Deveriam ser beneficiadas:

estudantes de baixa renda matriculadas em escolas da rede pública de ensino; pessoas em situação de rua ou em situação de vulnerabilidade social extrema; pessoas apreendidas e presidiárias, recolhidas em unidades do sistema penal; e pessoas internadas em unidades para cumprimento de medida socioeducativa

Na decisão do veto, Bolsonaro argumenta que o texto do projeto não estabeleceu fonte de custeio. O texto aprovado previa que o dinheiro viria dos recursos destinados pela União ao Sistema Único de Saúde (SUS) – e, no caso das presidiárias, do Fundo Penitenciário Nacional

Pobreza menstrual: mulheres precisam de atendimento de emergência após improviso com miolo

Profissão Repórter: com poucas informações, menstruação é assunto raro entre jovens brasileiros

Com poucas informações, menstruação é assunto raro entre jovens brasileiros

VÍDEOS: Veja mais sobre SP e Região Metropolitana

8 vídeos